River Plate resgata o losango na Primeira B argentina

Assisti ao empate do River Plate em 0 a 0 com o Gimnasia La Plata, pela Primeira B – ou Nacional B, da Argentina. E o técnico Almeyda recorre ao 4-4-2 com o meio-campo reproduzindo o desenho de um losango, sistema tático transformado em especialidade da casa no futebol de lá, como já falei no recente post sobre o Boca Juniors.

Este 4-3-1-2 tem um volante central de marcação (Ponzio), dois “carrilleros” – os meias que fazem o vai-vem pelos lados do setor (Sanchez na direita, Ocampos na esquerda), e um ponta-de-lança: o camisa 10 e referência técnica “Chori” Dominguéz, jogador mais próximo da consagrada dupla Trezeguet e Cavenaghi:

Chamo Dominguéz de ponta-de-lança, e não de “enganche”, pela característica do camisa 10 millionario. Ele não é um articulador, um organizador, mas sim um meia-ofensivo que acelera o jogo, seja conduzindo, seja tocando rápido e saindo para receber.

No vídeo abaixo ele aparece fazendo o pivô e concluindo a jogada na frente. Coletivamente, a melhor saída organizada do River Plate quem puxa não é Dominguez – Sanchez, na direita, faz a maioria das transições ofensivas acontecerem (na primeira legenda do vídeo está errada a descrição do sistema tático – é 4-3-1-2 – mas quem acompanha meus blogs sabe que às vezes faço essas confusões…é a idade):

Na frente, Trezeguet e Cavenaghi jogam com “pés invertidos” – canhoto na direita, destro na esquerda. Eles recuam para marcar e também para buscar o jogo no pivô, e tentam se aproveitar das subidas combinadas entre carrilleros e laterais pelos lados. Mas na prática concluem e participam pouco (no vídeo Trezeguet ainda perde um gol feito).

É preciso, entretanto, levar em consideração o contexto da partida. O River atuava fora em um pequeno caldeirão de La Plata, lotado, e contra uma equipe muito agressiva na marcação. A partida correu pouco, carregada de faltas, com o River Plate se protegendo e saindo em velocidade com Sanchez, Dominguez, e a dupla de frente.

Nessa proteção, os carrilleros abriam e Dominguez recuava, formando praticamente uma segunda linha, tendo ainda Trezeguet e Cavenaghi por perto. Pode ser apenas uma estratégia pelas circunstâncias do confronto, observando-se um losango com mais posse e jogadas combinadas em partidas no Monumental de Nuñez.

Anúncios
Esse post foi publicado em River Plate e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para River Plate resgata o losango na Primeira B argentina

  1. Rasangui disse:

    Show. Esse jogo passou na ESPN BRASIL no fim de semana, com Sorin nos comentários.
    Foi demais.
    Show de bola a análise Edu.
    Dominguez que foi ótimo no Rubin Kazan, não foi tão bem no Valencia, mas no River de camisa 10 na série B tem ido bem.

    ABRAÇO.

  2. Danilo disse:

    Mestre, não entendi 4-4-2 losango ou 4-2-3-1 descrito no vídeo. Assim mesmo ou é um erro ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s