Inter de Milão, no 4-2-3-1 com três atacantes

Com Rafa Benitez, desfizeram-se os dois sistemas táticos prediletos de José Mourinho na Inter de Milão – o 4-3-3 e o 4-4-2 em losango. O técnico espanhol, que no Liverpool utilizava-se das duas linhas britânicas, no 4-5-1 (ou 4-4-1-1), levou ao Giuseppe Meazza outra distribuição para cinco jogadores no meio-campo.

A Inter de Milão joga no 4-2-3-1. Foi assim que passou pelo Seongnam na semifinal do Mundial de Clubes. A diferença de estratégia, na comparação com o Inter, por exemplo, é o uso de três atacantes – sem configurar variação ao 4-3-3.

Eto’o pela esquerda e Pandev pela direita são os wingers, meias-extremos responsáveis não apenas pelo abastecimento ao centroavante Diego Milito, mas também pelas diagonais e progressões à área e à linha de fundo para concluir. No Inter, Celso Roth combina dois tipos diversos de wingers: o armador, com D’Alessandro, e o ofensivo, com Rafael Sobis – embora tenha sido com Taison, mais agressivo (como são Pandev e Eto’o), o momento de maior êxito do sistema colorado.

Contra o Seongnam, Sneijder iniciou na posição central da segunda linha de meio-campo, guarnecido por Stankovic e Cambiasso. Mas o organizador holandês se lesionou, Stankovic adiantou-se e Thiago Motta entrou na proteção da linha defensiva.

Nesta função, também é preciso combinar duas tarefas com a posse de bola: articular e apresentar-se à conclusão. E foi assim que Stankovic marcou o primeiro gol, infiltrando-se na linha defensiva adversária.

A Inter de Benitez não é o melhor exemplo de utilização do 4-2-3-1 no mundo. Contra o Seongnam funcionou, apesar de o 4-1-3-2 dos coreanos ter encontrado espaços na entrada da área italiana.

P.S: Há um erro de digitação no diagrama tático. Zanetti, lateral-direito, como todos sabem não se chama ‘Thiago’. Copiei a base do Thiago Motta, e me passei na revisão.

Anúncios
Esse post foi publicado em Mundial de Clubes e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para Inter de Milão, no 4-2-3-1 com três atacantes

  1. André Kruse disse:

    Pra mim, está parecendo “Thiago Zanetti” no numero 4.

    Sobre o argentino, vejo ele muito mais solto em campo do que o Chivu (que é praticamente um terceiro zagueiro)

  2. juliano r. disse:

    off-topic: você já viu algum jogo recente da seleção de portugal? gostei muito do novo esquema deles sem o típico camisa 10 que sufocava a equipe (deco ou outros) em vez disso colocarem 3 jogadores box-to-box muito competentes junto dos extremos (lá é O PAÍS dos pontas) e do centro-avante(esse ainda não conseguiram achar o ideal, que nem sempre hehehe)
    o futebol que mostram contra a espanha foi muito bom, e sem os retranquismos do eterno interino que comandou eles na copa

    eu gosto de 4-3-3’s formatados em “4-1-2-3”, é uma formação muito dificil de fazer sem deixar o time muito aberto ou muito limitado tecnicamente
    poucos times europeus fazem isso, sem ser o barcelona, chelsea e mancester united(de vez enquando) não me recordo outros times

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s