Espelhar o sistema adversário nem sempre é solução

No último domingo o Guarani recorreu a uma estratégia bastante usual entre equipes de postura reativa no futebol: ‘espelhar’ o sistema tático adversário. Ou seja, aplicar no próprio time desenho idêntico ao do rival. O termo não é, na verdade, preciso. Se um técnico aplicar o 4-2-3-1 em oposição a outro 4-2-3-1, não haverá um ‘espelhamento’, embora o termo seja de uso comum – serão três meias contra dois volantes, portanto, não seria um espelho exato (o espelho do 4-2-3-1 seria o 4-3-2-1). Mas, coincidentemente para o assunto deste post, o 4-4-2 em losango é um dos sistemas cujo termo ‘espelhamento’ também se verifica na prática.

Vagner Mancini sistematizou o Guarani no 4-4-2 em losango, reproduzindo o que faz Renato Gaúcho no Grêmio. A estratégia é claramente reativa (planejada em função das ações do adversário). Com um trio de volantes, tentou bloquear a articulação tricolor. Maycon, centralizado, perseguiu Douglas; Paulinho combateu Lúcio, e Baiano jogou sobre Adilson; Diego, ponta-de-lança do losango, atuou no setor de Fábio Rochemback.

Quando há espelhamento, a teoria – e a prática confirma – diz que a qualidade técnica sobrepõe-se. Foi o que aconteceu no 3 a 0 do Grêmio. Preocupado demais em não deixar o Grêmio jogar, o Guarani viu seus volantes perderem os duelos. Douglas venceu Maycon, Lúcio não tomou conhecimento de Paulinho, e Adilson manteve Baiano sob controle. Para piorar a situação do Guarani, pela esquerda Lúcio constantemente inverte a função com o lateral Fábio Santos, o que indefiniu a marcação bugrina. Maycon e Paulinho acabaram cometendo faltas demais, recebendo amarelos, e no intervalo o Guarani – já perdendo parcialmente – variou para o 4-3-3, com a troca de Paulinho pelo atacante Pablo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Guarani e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para Espelhar o sistema adversário nem sempre é solução

  1. Fábio Nonato disse:

    Cecconi, mais um excelente post. O que o Guarani tinha que fazer sem ser o espalhamento para tentar vencer o Grêmio?

  2. juliano disse:

    eu só discordo que 4-3-2-1 é o melhor espelhamento pra 4-2-3-1, na minha opinião é o “4-1-4-1” ou aquele 4-3-3 do barcelona/chelsea/porto

  3. Thiago disse:

    Discordo, acho que espelhamento é fazer a mesma coisa que seu adversario. se ele ataca num 4-2-3-1 com tres meias ofensivos , devo atacar tambem com 3 meias ofensivos. Se for levar em consideraçao o que vc falou precisamos de 1 zagueiro para marcar um atacante e 3 volantes para marcar 3 meias ofensivos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s