Anderson, finalmente à frente no Manchester United

Sir Alex Ferguson impôs a Anderson no Manchester United uma disciplina tática bastante produtiva a um jovem brasileiro egresso do futebol da periferia. Atribuiu a ele funções defensivas, deixou-o preso à segunda linha de meio-campo, como típico box-to-box no 4-4-2 britânico. Contou com seu empenho na marcação, e com a qualidade do passe para distribuir o jogo aos wingers ou aos atacantes.

Mas esta diretriz tática subtraiu de Anderson aquele improviso que chamara a atenção do próprio Manchester United. Na Inglaterra não assistimos ao Anderson do Grêmio, que desconstruiu a zaga de um estarrecido Náutico para marcar  gol histórico da Batalha dos Aflitos, que aplicou um chapeuzinho de calcanhar sobre zagueiro Xavante, que estreou fazendo gol de falta em Gre-Nal.

A concorrência com jogadores mais adaptados à função do vai-vem na área central da segunda linha fez Anderson perder espaço. Não foi possível vencer a concorrência com Fletcher, Carrick e Scholes, exímios box-to-box. Anderson precisava jogar mais à frente.

Na quarta-feira, durante a vitória de 1 a 0 fora de casa sobre o Valencia, Sir Alex Ferguson enfim libertou Anderson do centro da segunda linha. E, ao invés de utilizá-lo como winger canhoto, como eu imaginava, avançou o ex-jogador do Grêmio para o ataque. Sem Rooney, Anderson foi o segundo atacante, o striker, jogador de movimentação acompanhando Berbatov na frente, e recuando por dentro sem a bola para marcar – no diagrama tático que ilustra o post há em destaque a área de movimentação do garoto na partida.

Anderson foi bem, teve personalidade, apresentou-se ao jogo, driblou e puxou contra-ataques. Foi substituído por Chicharito, que marcou o gol da vitória. Anderson, é verdade, não sabe concluir – foi assim que perdeu espaço entre os box-to-box fazedores de golaços no rebote ofensivo. Mas contribuiu com imprevisibilidade, assessoria aos laterais, e aproximação com Berbatov para a tabela curta. Merece mais oportunidades nesta função.

Anúncios
Esse post foi publicado em Champions League, Manchester United. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Anderson, finalmente à frente no Manchester United

  1. Muito bom Ceconi. Algo diferente na rede.
    Analisando o Andershow no Manchester, creio que agora vai. Se tiver aquela explosão que o projetou para o Mundo, vai arrebentar por lá. é jogador de seleção. Vai uma sugestão pra vc aí. Analisar o Metalist, do Taison. Abraço.

  2. sergio disse:

    prefiro um esquema mais ofensivo tipo um momento no ataque com o esquema da holanda de 74 e uma defesa derrepente num 4-5-1
    com treinamento internsivo.dedicado
    ….

    serginho gospel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s